Seu nome:

Seu e-mail:

 
Barra de Guaratiba
Prainha
 

 
 


Dicas Úteis de Passeios no Rio de Janeiro

Grumari

Praia de Grumari não tem poluição nem tumulto
Respeito ao ecossistema garante beleza e tranqüilidade da região

Localizada em uma área de proteção ambiental, a Praia de Grumari, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, é um resumo do que o turista pode encontrar durante o verão no estado. Uma exceção entre outras praias cariocas, tem mar forte sempre limpo sem vestígios da poluição que atinge pontos famosos como Copacabana, Ipanema e Leblon, todas na zona sul. Tombada pelo Instituto Estadual de Patrimônio Artístico e Cultural (Inepac), a tranqüilidade da praia e da reserva de mata atlântica que ocupa o local oferece tranqüilidade, livre da invasão dos fins de semana que acontecem nas outras praias.

 

O local abriga os grandes costões rochosos que margeiam o litoral, além de lagoas, brejos, rios, manguezais e a restinga, numa região repleta de espécies de mata atlântica, localizada no Parque estadual da Pedra Branca. Ainda podem ser encontrados no local o largatinho-branco-da-praia e a borboleta-da-praia, ambos ameaçados de extinção. Ente a Prainha e Grumari fica a pequena e isolada Praia de Abricó, que já foi a preferida dos nudistas na década de 80. O acesso é meio dos rochedos do costão da Pedra dos Cabritos. O nudismo, porém, foi proibido no local em 1994, por liminar concedida pela Justiça.

 

Poucos turistas conhecem Grumari, mais famosa entre a galera que curte o surfe. O melhor programa para completar o dia de quem vai até o local, é conhecer a famosa comida servida na região, especializada em frutos do mar. A praia já causou polemica também, pela limitação imposta pela Prefeitura, que decidiu controlar, a partir de 2001, o acesso de ônibus à praia. Para chegar lá, é preciso percorrer cerca de 40 quilômetros pela orla, vindo da zona sul da cidade. Com a medida, apenas 16 coletivos podem parar na região, e os motoristas tem de cadastrar com antecedência.