Seu nome:

Seu e-mail:

 
Barra de Guaratiba
Prainha
 

 
 


Dicas Úteis de Passeios no Rio de Janeiro

Fortaleza de São João/ Forte de São José

A Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro fez no dia 1º de Março de 2005, 440 anos de idade.


A História da Cidade do Rio de Janeiro, em seus primórdios, confunde-se com a História do Brasil, materializada e perpetuada através de seus monumentos, fortes e edificações restaurados e preservados.

Em 1º de março de 1565, Estácio de Sá fundou, na Urca, entre os Morros Cara de Cão e Pão de Açúcar, a Cidade do Rio de Janeiro. Neste mesmo local foi erguida a Fortaleza de São João, constituída por três redutos (pequenos fortins também chamados de Baterias) e um grande Forte, o Forte São José, de 1578 – o terceiro forte mais antigo do país.

Em 1872, o Forte São José foi inteiramente reformado e equipado por ordem de D. Pedro II, em conseqüência do episódio conhecido como “Questão Christie”. Depois de uma obra monumental, o novo Forte São José passou a ter um conjunto de 17 casamatas, construídas em pedras em cantaria, encimadas por plataformas e parapeitos todos em granito.

 

O conjunto foi completado por um grande paiol em abóbada, à prova das armas da época. Foi equipado com 15 canhões anti-carga Whitworth calibre 75 mm nas casamatas e 20 canhões de calibre menor.Muitos historiadores dizem que se o Rio de Janeiro existe hoje, foi graças às defesas principais do Forte São José, estrategicamente localizado na entrada da Baía de Guanabara.

Complexo turístico-cultural
Depois de mais de cem anos, o Forte São José está sendo restaurado com apoio da lei Rouanet de Incentivo à Cultura. As duas primeiras fases da restauração foram patrocinadas pelo BNDES. Agora em sua terceira fase, o objetivo é fazer o restauro dos canhões do séc. XIX, e implantar projeto de iluminação para que o local possa ser visitado também à noite. A arquitetural original está sendo respeitada para que o carioca possa voltar no tempo.


A restauração do Forte São José será o ponto culminante de um grande complexo turístico-cultural dentro da Fortaleza de São João, que já está recebendo a visitação de escolas interessadas em mostrar aos seus alunos o palco de tantos momentos históricos importantes.Eles podem conhecer a Praça da Fundação da Cidade onde o piso geométrico em pedra portuguesa faz o desenho da Cruz de Malta contornada com fibra ótica, que pode ser observada do Pão de Açúcar ou dos aviões que fazem a ponte-aérea Rio-São Paulo.


Ao lado da praça, também receberam iluminação especial as muralhas históricas dos Redutos de San Martinho (de 1565) e San Diogo (de 1618) e o portal da muralha (de 1565) – tombado pelo IPHAN.

Os visitantes podem ainda optar entre conhecer o morro Cara de Cão, considerado Área de Preservação Ambiental pelo IBAMA, ou visitar o Museu do Desporto do Exército, já que a Fortaleza foi o primeiro Centro de Capacitação Física do Brasil.
É o local ideal para cariocas e visitantes conhecerem onde aconteceu a Fundação da Cidade, onde tudo começou, e sentir o encanto da História viva que ainda se encontra no local.

O Projeto de Reconhecimento da Fundação da Cidade do Rio de Janeiro,foi coordenado pela Arquiteta Ana Lúcia Mota contando com o apoio do Exército Brasileiro e do Ministério da Cultura (MINC), por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e do Programa Nacional de Cultura (PRONAC).

A Diretoria de Pesquisa e Estudos de Pessoal e a Fortaleza de São João abrigam, a Escola de Educação Física do Exército,a Comissão de Desporto do Exercito e o Instituto de Pesquisa e de Capacitação Física do Exercito.